julho 18 – 2014

“Ódio é o que sentimos
Com muito amor no coração
Embriagados pela beleza psicotrópica
Do suor em nome do senhor.
E assim seguimos em nossos polos e continentes
As cargas horárias de exposição na terra.
Pois a mãe volta, a barriga, o feto, a vida
Insana indisponibilidade humana
Sem tempo para pensar
Sem prazo irrefutável do passado para se apegar”.

Karlus Marx
julho 18 – 2014

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s